Tags

, , , , , , , ,

 “Além de duas almas…”

Beyond-Two-Souls-Capa

Senhoras e senhores do GB, nós acompanhamos o lançamento do demo (que vem de demonstração, por favor não confundam) e iremos comentar rapidamente sobre essa “torta que esta saindo do forno” que foi de acesso restrito para obter a cópia. Seguindo pelo Facebook da Gamestop consegui a chave de acesso para o download na psnstore, após um dia de trabalho ao chegar em casa, coloquei as mãos nessa obra-prima que vai dar o que falar e vai ser do barulho com muita confusão (nada relacionado à sessão da tarde). Após acompanhar vários trailers e matérias sobre o assunto, devo dizer que será muito mais do que aparenta.

Após uma direção/produção com sucesso pelo sr. David Cage em Heavy Rain de 2009, que convenhamos inovou o estilo lançado pelo precursor Phantasmagoria (quem nunca jogou, vale a pena até hoje), o mesmo pretende surpreender novamente em como contar uma boa história e gastar horas nesse “tellstory” de muitas variáveis que diferenciam suas ações e influenciam no final, assim como seu antecessor.

Cage e sua turma de produção juntamente com a Quantic Dream’s, conta com uma nova engine que foi arquitetada para os moldes do PS4 e utilizada para o PS3, nos agraciam com gráficos realmente ótimos de soar os olhos e deixando a cabeleira de pé, e honestamente, depois dos belos gráficos de The Last Of Us, pensava que seria difícil ver algo que me surpreendesse, mas Beyond faz isso com certa facilidade e com uma interface simples de interagir.

Confiram o Trailer:

“Uma Trama que chama a atenção.”

maxresdefault

Com as ilustres presenças de Ellen Paige e Willem Dafoe, começamos na pele de Jodie Holmes, uma menina “anormal” que é envolvida por uma entidade paranormal desde a sua infância, após algum trágico acidente ela é enviada pelos seus pais para ser um objeto (cobaia) de algumas pesquisas e estudos científicos comandados pelo Dr. Nathan Dawkins que aparenta ser um “amigo” e deverá ajuda-la a compreender melhor sua paranormalidade, além de seus distúrbios pós-traumáticos.

Os pontos psicológicos parecem ser a ponta do iceberg nesse Thriller, onde a mistura entre ciência e religião permanecem como uma lógica de explicação do corpo, matéria e alma para tentar compreender o sobrenatural.

A porta bate nessas duas correntes, onde “o que não pode ser provado não pode ser verdade” e “o que não tem fundamento não existe”. Dividido entre ambas, esses conceitos atravessam o tempo desde a antiguidade até a idade moderna, o princípio de verdades é diluído entre o teórico e no que se pode provar, ou seja, os sentidos de verdades são produzidos por aquilo que tem lógica e/ou prova, porém nenhum deles pode ser verdadeiro (dualismo presente).

Simplificando, em Beyond atravessamos o ponto do que vamos chamar de “extra-animismo” (Edward B. Tylor, “Primitive Culture/Cultura Primitiva” de 1871; Vários, “Evolucionismo Cultural” de 2005) – que seria uma extra-alma além do corpo conectada a sua matéria – sob o âmbito de que a alma esta além da matéria e do corpo (Platão, Fédon).

Os mistérios sobre a história e Holmes ainda não foram revelados, também pudera, eles nunca iriam falar mais do que o necessário, e isso conta com mais de duas mil paginas de conceitos, arquiteturas e projetos, não daria para resumir tudo em algumas palavras, é adquirir o seu e jogar para experimentar.

ps_beyond_19069_jq

The Origins of Beyond: Two Souls

Como dizem por ai, dando uma espiadinha e pescando algumas informações, no vídeo intitulado de “The Origins of Beyond: Two Souls”, Paige, Dafoe e demais atores falam que ficaram surpresos ao se depararem com o tamanho do projeto em si e quando observam tudo aquilo que foi feito a partir das capturas de movimento e viram aquilo que virou e como isso vai de encontro para a sua imaginação e atenção. Acompanhem abaixo o vídeo completo de produção e a experiências que os atores tiveram, pois vale a pena:

Making Of Beyond: Two Souls Soundtrack

Outro ponto que deve ter a devida atenção é a trilha sonora apresentada pelo vídeo intitulado “Making Of Beyond: Two Souls soundtrack”, abaixo o link:

Composta pelos renomados maestros Hans Zimmer e Lorne Balf, ela surpreende pelo fato de “respirar” juntamente com o jogo, mas como assim respirar? Conforme Balf diz, após ambos terem visto partes dos roteiros e artes conceituais, foram tomadas cautelas quanto à música se tornar chata e cansativa, então levando em consideração e compreendendo que jogadores passam 5 horas jogando, deve-se tomar cuidado e ser peculiar com a trilha sonora e deixa-la acompanhar o ritmo da história e dos fatos psicossomáticos que acontecem com Jodie e ir evoluindo com as suas escolhas, que vão caracterizar no encerramento.

beyond_two_souls

Por fim, Beyond: Two Souls surpreende e torna quase que inevitável adquirir esse lançamento, o marketing não é à toa, o dever de casa aparenta estar muito bem feito e fica na expectativa de ser uma obra-prima.

O lançamento anunciado para 28 de Outubro de 2013, conta com alguns extras na manga pra agradar no pré-lançamento, tais como:

  • 30 minutos a mais de jogo;
  • Trilha sonora;
  • Itens para avatar;
  • Tema dinâmico;
  • Making of.

No mais, espero que tenham gostado e não deixem de comentar.

Anúncios